Introversão e Extroversão – Qual a diferença?

Nossas vidas são moldadas profundamente pela personalidade, tanto quanto pelo gênero ou código genético. E compreender a sua personalidade é a chave para ter sucesso em qualquer área da vida. Se não entendemos como funcionamos, dificilmente conseguimos deixar nossa marca na vida nas pessoas, e é neste ponto que a timidez entra em campo.

Minha missão nesse artigo é explicar, de maneira simples, a diferença entre Introversão e Extroversão, termos criados em 1921 pelo psicólogo Carl Gustav Jung, famoso por sua pesquisa extensa sobre personalidades humanas.

 

EXTROVERSÃO

“Recarregam suas energias em lugares com muito estímulo.”

Extroversão é o traço de personalidade das pessoas que vivem da sua exposição, gostam muito do contato com o outro e não curtem a solidão do lar, a menos que estejam rodeados de amigos.

Eles darão vida a um jantar ou reunião de negócios. Tendem a ter uma personalidade dominante, pois gostam de aparecer. Pensam em voz alta e preferem falar a escutar. Raramente não sabem o que falar, mas muitas vezes falam coisas sem pensar e acabam se arrependendo depois. Sentem-se confortáveis em conflitos, mas não com a solidão. Adoram jogar conversa fora e recarregam suas baterias na festa mais badalada da cidade!

 

INTROVERSÃO

“Recarregam suas energias em lugares calmos e com pouco estímulo.”

Introversão é o traço de personalidade das pessoas sensíveis, que se sentem confortáveis tendo a si mesmo como companhia. Introvertidos podem ter habilidades sociais e gostar de festas e reuniões de negócios, mas para recarregar suas energias precisarão passar um tempo sozinhos, no conforto do seu lar.

Ouvem mais do que falam, e muitas vezes se dão melhor escrevendo do que falando. Muitos fogem dos conflitos e não gostam de conversas sem propósito. São pessoas com foco, que gostam de analisar detalhadamente algo. Superficialidade não é com eles!

 

E O QUE MAIS…

É importante ressaltar que, segundo Jung nenhum ser humano é exclusivamente introvertido nem extrovertido: “ambas as atitudes existem dentro dele, mas só uma delas foi desenvolvida como função de adaptação; logo podemos supor que a extroversão cochila no fundo do introvertido, como uma larva, e vice -versa.” Jung

Há outro ponto importante que você precisa saber: segundo Jung existem diferenças importantes entre pessoas do mesmo grupo, assim, um introvertido pode diferir muito de outro introvertido. Isso acontece, porque cada pessoa escolhe a forma como lidará com as situações do cotidiano e como usará a sua mente.

50% da nossa personalidade é genética e

50% dela é formada pelas experiências que escolhemos.

 

Além dos gostos diferentes, existe uma série de diferenças biológicas entre os extrovertidos e introvertidos, mas isso é assunto para outro artigo.

Tem dúvidas ou quer contribuir com alguma ideia? Deixe seu comentário aqui!

 

Um abraço,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *